depois de um sumiço...

Não sei o que me deu para ficar tanto tempo sem blogar, mas aconteceu. Sò sei que hoje estou aqui escrevendo para vocês. Durante meu tempo de baixa temporada de escrita, adorei receber os recadinhos de vocês, fiquei feliz à bessa. Achei engraçado, porque quando paro para pensar, percebo que hoje ter um blog tem um significado bem diferente para mim. Antigamente o que eu mais queria era que todo mundo entrasse no meu blog, deixasse comentários e participasse da minha vida, e eolha que eu era super cercada de amigos, mas eu queria sempre mais, era uma carência, que nada me supria. Hoje em dia, sou mais light, é claro que sinto falta daquele monte de amigos da adolescência, mas sou mais na minha, gosto mais de ouvir do que de falar, mais de ajudar do que de ser ajudada, tanto que passei um mês entrando no blog de todo mundo, mas não publiquei nada no meu...

Contudo, sei que meu novo jeito tem seu lado bom e seu lado ruim; por um lado, sei que me tornei uma pessoa mais fechada em mim mesma, que não pede mais ajuda como antes e que gosta de resolver tudo sozinha, mesmo quando quase não está conseguindo, e nem sei se isso é completamente bom. Às vezes, sinto-me sozinha, mesmo sabendo que tenho com quem contar. E demoro muito mais a fazer amizades profundas, tanto que por mais que eu tenha pessoas que me amem e que eu ame muito, hoje, não tem ninguém que eu considere amigo de verdade, como na época da adolescência, em que amigo era aquele cara que eu via sempre, contava tudo, fazia tudo junto...

Mas também acho que hoje, sou mais forte, mais reflexiva, menos impulsiva. Paro e penso nas coisas e não fico chorando num canto, esperando alguém vir resolver. Hoje em dia, eu sei que nem sempre vai dar para esperar tudo se estabelecer para eu ficar bem, de vez em quando eu vou ter que ficar bem e de cabeça erguida mesmo em meio a uma grande tempestade. E eu ainda descobri que sempre que eu decido ficar bem em meio aos maiores problemas, descubro que eles não eram tão grandes assim, ou então que eles nem existiam de verdade, eram só fantasmas, que eu havia imaginado ao ver uma sombra desconhecida ao longe...

Bem, vou ficando por aqui. Muito obrigada pelo carinho, significa muito para mim. Comentem e voltem mais vezes.

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]